Primeira criança vacinada em Minas tem dez anos e mora em Vespasiano, na RMBH

Governador acompanhou na cidade a imunização de Miguel e outros nove meninos e meninas; Previsão é que todos municípios recebam doses até segunda-feira (17/1)

Crédito (fotos): Gil Leonardi / Imprensa MG

O governador Romeu Zema e o secretário de Estado de Saúde, o médico Fábio Baccheretti, acompanharam, na tarde desta sexta-feira, o início da imunização contra a covid-19 de crianças com idades entre 5 e 11 anos em Minas Gerais. Foram vacinadas dez crianças de Vespasiano, que possuem diferentes comorbidades e deficiência permanente.

A primeira criança que tomou a vacina foi Miguel Bittencourt, de dez anos. O menino, que possui autismo, demonstrava estar bastante animado. Sua mãe, Deusmara Andrade, disse que ela e o filho estavam contando os minutos para a imunização. “Estou me sentindo muito feliz. A vacinação é indispensável para reduzir a transmissão. Eu não tive dúvidas sobre trazer o meu filho”, declarou.

Com a segunda maior população infantil do Brasil, Minas recebeu, na manhã desta sexta-feira (14/1), 110 mil doses da Pfizer/Comirnaty – Pediátrica. A distribuição para as Unidades Regionais de Saúde começou no início da tarde, permitindo que algumas cidades já começassem a vacinação A previsão é a de que até a segunda-feira (17/1) todas as regionais já tenham recebido os imunizantes.

O governador relembrou como a vacinação está refletindo nos índices de ocupação hospitalar e contribuindo para o enfrentamento da pandemia. “É uma satisfação muito grande estarmos indo para mais essa etapa da imunização, pois cada vez fica mais comprovado que a imunização é a solução para a pandemia. Faço um apelo aos pais para que não deixem de levar as crianças para vacinar”, afirmou.

Alivio e esperança

Fernanda Duarte, mãe da Gabriela, de nove anos e com síndrome de Down, também festejou a oportunidade de a filha ser imunizada e retomar o convívio social. “Eu vou ficar muito mais aliviada de saber que ela está protegida. Meu coração de mãe está transbordando de alegria”.

A expectativa da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) é que o primeiro lote permita a vacinação de quase 6% das crianças de Minas Gerais. A chegada de uma nova remessa é esperada para segunda-feira. “Até março, Minas deve receber 1,8 milhão de doses para vacinar todas as crianças de 5 a 11 anos”, informou o secretário Fábio Baccheretti.

Pessoas não vacinadas têm 11 vezes mais chances de morrer por covid-19

Dados colhidos por um estudo da SES-MG mostram a importância da vacinação para salvar vidas

Foto: Gil Leonardi / Imprensa MG

Um estudo feito pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG), com dados da covid-19 referente ao mês de dezembro em Minas Gerais, mostra que uma pessoa não vacinada corre um risco 11 vezes maior de morrer em decorrência do vírus do que uma pessoa imunizada com as duas doses.

De acordo com o levantamento, em dezembro, a média de taxa de óbitos por 100 mil habitantes no estado foi de 0,06 para vacinados com duas doses. Para os que tomaram apenas uma dose, a taxa é de 0,12. Já os que não tomaram a vacina, o número chega a 0,71.

Para o secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais, o médico Fábio Baccheretti, o estudo mostra a importância da vacinação e derruba os mitos e notícias falsas divulgadas contra a vacina.

“Para aqueles que acham que não devem se vacinar e insistem em desacreditar a eficácia da vacina, temos os dados como resposta. Quem insiste em desconfiar da vacina e achar que trata-se de um produto experimental, não tenha dúvida. Tem que vacinar. Este estudo foi feito para confirmar e corroborar a única saída para a pandemia: a vacinação”, destacou o secretário.

Doses disponíveis

O secretário destacou que Minas Gerais tem doses de vacinas disponíveis para atender a população. Basta que procure os postos e pontos de aplicação dos imunizantes.

“Temos uma tendência de diminuição de óbitos em relação à covid-19 e continuamos com menos paciente internados. No entanto, há uma tendência de aumento de casos novos por conta das aglomerações de final de ano e a expansão da variante Ômicron. Além disso, houve um relaxamento das medidas de proteção como distanciamento e uso de máscara, o que pode provocar um grande aumento no número de casos. Para quem ainda não tomou a vacina, vá ao posto tomar”, afirma.

Uso de máscara obrigatório

Para frear o avanço da Ômicron, a população deve reforçar as medidas de segurança sanitária, como o uso de máscaras e o distanciamento social. “Não existe previsão de retirada da obrigatoriedade do uso de máscara no estado. Isso não está sendo discutido no momento, pois a nova variante mudou todo o planejamento. Sem a máscara, a população inteira estaria doente”, afirmou.

Para quem estiver com sintomas, a recomendação é buscar preferencialmente o posto de saúde, evitando a lotação das urgências, que darão prioridades para os casos mais graves.

Ações

Devido ao adiantamento do período sazonal de gripes e doenças respiratórias vivenciadas em Minas, o governo vai ampliar a capacidade de testagem, enviando cerca de 1 milhão de testes de antígeno de covid-19 para os municípios do estado, facilitando a identificação das doenças.

“A ideia é que os testes fiquem mais acessíveis nos municípios, com a montagem de estruturas seja em praças ou rodoviárias”, informou.

Vacinação infantil

Nos próximos dias, o estado deverá iniciar o recebimento das doses destinadas às crianças de cinco a 11 anos de idade. Cerca de 370 mil doses devem ser recebidas em janeiro. A expectativa é a de que todo este público, estimado em 1,8 milhão de pequenos, seja vacinado com ao menos uma dose até o fim do primeiro trimestre de 2022.

Centro de Internação é remodelado e recebe primeiros pacientes

Local será destinado aos pacientes das Unidades de Atendimento Integrado (UAIs) que necessitarem de internação clínica

Foto: Danilo Henriques/Secretaria de Governo e Comunicação

Remodelado para dar continuidade aos atendimentos à comunidade, o Centro de Internação iniciou os atendimentos nesta quarta-feira (1º) ao receber os primeiros pacientes. Durante um ano e três meses, o local atendeu exclusivamente pacientes da rede avaliados diagnosticados com grau baixo a moderado da Covid-19.

O novo Centro de Internação será destinado aos pacientes das Unidades de Atendimento Integrado (UAIs) que necessitarem de internação clínica. Ou seja, o local não será porta aberta à comunidade. É o caso da aposentada Glauciene Morais, de 46 anos, que foi a primeira paciente internada. “Estava há sete dias na UAI São Jorge e hoje me trouxeram para cá. Gostei muito da estrutura, dos quartos e do atendimento de todos”.

A reformulação do atendimento foi possível com a alta da última paciente com Covid-19, que estava internada no local. A medida confirma a diretriz do Município, por determinação do prefeito Odelmo Leão, de utilizar as estruturas criadas para o combate à pandemia em atendimento à Saúde.
Durante um ano e três meses, o CIM recebeu pacientes da rede avaliados com grau baixo a moderado da Covid-19. Com 101 leitos de enfermaria, nove de urgência e o trabalho de uma equipe multiprofissional desenvolvido pela Organização Social Missão Sal da Terra, 2.700 pacientes foram tratados e receberam altas na unidade.

IBGE e Prefeitura fazem primeira reunião planejamento para o Censo 2022

Encontro contou com a presença de diversos setores da sociedade civil; pesquisa socioeconômica vai gerar cerca de 700 postos de trabalho na cidade

Valter de Paula/Secretaria de Governo e Comunicação- PMU

A Prefeitura de Uberlândia sediou, na tarde desta segunda-feira (21), a primeira reunião de planejamento do Censo Demográfico 2022, que será realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A nova contagem populacional, que vai fornecer informações socioeconômicas atualizadas, contará com o apoio da administração municipal e deve gerar cerca de 700 postos de trabalho temporário.

“As informações do Censo 2022 nos ajudam no planejamento da cidade, a pensar políticas públicas na saúde, na educação, na área social, no saneamento básico, nos mais diversos setores. O IBGE tem todo o nosso apoio e peço apoio também aos empresários, à nossa população como um todo, para que atendam o instituto, abram suas portas para o Censo”, disse o prefeito Odelmo Leão.

A princípio, o Censo seria realizado em 2020, mas foi adiado devido à pandemia por Covid-19. Com a perspectiva de retomada plena das atividades no país a partir do próximo ano, o IBGE voltou a planejar a pesquisa populacional. O primeiro censo realizado no Brasil em 1872 e, a partir do segundo, datado de 1990, passou a ocorrer a cada dez anos. O último levantamento do tipo feito pelo instituto foi feito em 2010.

Para auxiliar a pesquisa, a Secretaria Municipal de Planejamento Urbano já disponibilizou mapas e sistemas de informações sobre a organização da cidade. Um exemplo disso é o projeto Bairros Integrados, que permite um estudo da malha urbana.

Tecnologia e geração de emprego

De acordo com o coordenador de área do órgão federal, Daniel Nunes de Souza, serão criados na cidade oitos postos de coletas espalhados pelas regiões da cidade. “Vamos contar com o apoio dos órgãos públicos e associações para ter estrutura de atuação na cidade, o que inclui espaço para os pontos de coleta, acesso à internet via wifi, mobiliário e segurança”, informou.

Souza também comunicou que o IBGE vai abrir processo seletivo para contratação de quatro coordenadores censitários de sub-área, quatro agentes censitários municipais, 60 agentes censitários supervisores e 627 recenseadores. O edital para contratação dos coordenadores censitários será conduzido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

O Censo 2022 está previsto para ser realizado de 1º de junho a 31 de agosto do ano que vem. A expectativa é que as equipes estejam prontas para treinamento até o final do 1º trimestre.

Curso ‘Trilhas no PDDE’ aceita novas inscrições até esta sexta-feira (12/11)

Já contando com mais de 3 mil participantes e destinado a gestores de escolas públicas municipais e estaduais que trabalham diretamente com o Programa Dinheiro Direto na Escola, curso teve início na última segunda-feira, dia 8, e prossegue até 06/12

Ascom/UFU

Ligado ao Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), o Centro Colaborador de Apoio ao Monitoramento e à Gestão de Programas Educacionais – Regional Sudeste (Cecampe – Sudeste) localizado na Região Sudeste está sob a responsabilidade da Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Fruto desta iniciativa, o curso “Trilhas no PDDE” possui como público-alvo gestores educacionais, diretores escolares e demais profissionais da educação de escolas públicas municipais e estaduais que trabalham diretamente com o Programa Dinheiro Direto na Escola.
Com carga horária total de até 60 horas, o curso teve início na última segunda-feira (08/11) e suas atividades prosseguem até 10/12/2021 – todas, ocorrendo na modalidade EaD, via moodle UFU. Até o momento, mais de 3 mil pessoas estão inscritas. O prazo final para garantir participação termina nesta sexta-feira, dia 12. Para tal, é necessário preencher um formulário on-line.
“O Cecampe – Sudeste agradece a confiança de todos e reforça seu compromisso com a educação. O ‘Trilhas no PDDE’ foi minuciosamente elaborado e estruturado para atender às demandas relacionadas ao processo de adesão, execução e prestação de contas do Programa Dinheiro Direto na Escola. A live de abertura será realizada no próximo dia 17, a partir das 18h, com transmissão pelo YouTube – clique na imagem abaixo. Na ocasião, poderemos dar as boas-vindas, apresentar a estrutura do curso e esclarecer eventuais dúvidas sobre ele”, comenta Cairo Mohamad Ibrahim Katrib, docente da Faculdade de Educação (Faced/UFU) e coordenador do Cecampe – Sudeste.

Concretagem em trecho do parque do Córrego Lagoinha alcança 65%

Equipes trabalham na instalação de guarda corpo, bancos de jardim, piso, drenante, entre outros acessórios

COMUNICAÇÃO DMAE

As melhorias do Parque Linear do Córrego Lagoinha já apresentam um novo visual. Nestes 40 dias de obras, 65% do passeio já foi concretado na margem direita da rua Aldorando José de Souza (trecho cinco), entre as ruas Benjamim Alves dos Santos e Platão, no bairro Lagoinha. A iniciativa é uma das ações do programa Buriti Cidade, resultado de uma parceria entre o Departamento Municipal de Água e Esgoto (Dmae) e a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Serviços Urbanos.

O gerente ambiental do Dmae, Celismar Costa, destacou que além da continuação na execução do passeio. As equipes trabalham agora na instalação da cerca com guarda corpo, entre a pista de caminhada e a área de proteção ambiental do parque. “Também serão colocados seis bancos de jardim, piso drenante, entre outros acessórios. Vamos deixar o local com a pré-instalação para equipamentos de uma academia ao ar livre”, disse.

De acordo com o gerente, a revitalização leva para o parque diversos benefícios para a população. “Esta é uma ação importante uma vez que o local passa a contar com equipamentos de lazer para os moradores, entre eles pista de caminhada, ciclovia, academia ao ar livre. Também será feita a recomposição vegetal e melhorias paisagísticas”, afirmou.

Costa lembrou que o Buriti Cidade foi criado em dezembro de 2020 pelo prefeito Odelmo Leão, e tem por objetivo recuperar, proteger, preservar e monitorar os córregos do perímetro urbano de Uberlândia. “Queremos multiplicar os bons resultados alcançados na preservação ambiental na zona rural, também com estas ações nos córregos do perímetro urbano.