Prefeitura de Uberlândia adota estratégias para ampliar cobertura vacinal

Equipes de vacinação estarão no Terminal Central e nas escolas públicas; iniciativa integra plano de ação determinado pelo prefeito Odelmo Leão e começa na segunda (27), com aplicação de doses da vacina contra a gripe

Danilo Henriques – Secretaria de Governo e Comunicação/PMU

No enfrentamento ao atual período emergencial de aumento de casos de síndromes respiratórias no município, a Prefeitura de Uberlândia iniciará uma vacinação em massa a partir da próxima segunda-feira (27). Como parte do plano de ação determinado pelo prefeito Odelmo Leão, a Secretaria Municipal de Saúde viabilizará um ponto de vacinação extra no 2º andar do Terminal Central, próximo à entrada da av. João Naves de Ávila, de 27 a 29 de maio e de 3 a 7 de junho, com atendimento das 8h às 17h. O intuito é ampliar a cobertura vacinal contra a Influenza.

Em outra frente, a Secretaria Municipal de Saúde, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação, fará uma busca ativa das crianças e profissionais da educação nas escolas públicas que ainda não se vacinaram. O trabalho começará pelas escolas do setor Oeste.

“A vacina contra a gripe é segura e reduz as complicações que podem levar aos casos graves da doença com internações ou, até mesmo, óbitos principalmente nos grupos de alto risco. Por isso, é preciso que essas pessoas compareçam aos pontos de vacinação para receber a dose”, enfatizou o secretário de Saúde, Adenilson Lima.

A 26ª Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza começou no dia 25 de março e até o momento foram aplicadas 109 mil doses. Isso representa 40,05% da cobertura vacinal em relação ao público-alvo. Desde o início de maio, as doses estão liberadas para toda a população acima dos seis meses, mas ressalta-se que o público a partir dos 60 anos, gestantes, puérperas (até 45 após o parto) e crianças devem garantir o quanto antes a proteção já que são mais suscetíveis às complicações da doença.

Locais de vacinação na cidade
Além do ponto extra de vacinação no Terminal Central e da busca ativa nas escolas, as doses da vacina da gripe estarão disponíveis nas Unidades Básicas de Saúde da Família (UBSF), das 7h30 às 16h30, nas Unidades de Atendimento Integrado (UAIs) dos bairros Tibery, Martins, Planalto, Luizote e Pampulha, das 8h às 21h, e nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), das 8h às 18h30. Nas UBSs dos bairros Roosevelt, Tocantins e Brasil, o atendimento é das 8h às 21h. Clique aqui e confira os endereços das unidades no Portal da Prefeitura.

Prefeitura anuncia 1º Circuito de Pesca Esportiva de Uberlândia

Torneio acontece a partir de junho, em três etapas, com inscrições gratuitas e premiação

Divulgação

Com o objetivo de estimular o ecoturismo, o esporte e a cultura, a Prefeitura de Uberlândia – por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo e da Fundação Uberlandense do Turismo, Esporte e Lazer (Futel) – anunciou o 1º Circuito de Pesca Esportiva de Uberlândia. O torneio acontecerá em três etapas, nos dias 29 de junho (na represa de Miranda), 10 de agosto (na represa de Capim Branco I) e 16 de novembro (represa de Capim Branco II), sempre das 7h às 17h. (Clique aqui e confira o edital completo)

A competição é voltada apenas à espécie tucunaré e acontece na modalidade pesque-solte, em disputa por equipes formadas por três pessoas. As inscrições serão abertas em breve e poderão ser feitas pela plataforma Prosas ou em pontos físicos que serão anunciados nas próximas semanas. Cada equipe inscrita deverá entregar uma cesta básica à organização do evento, para posterior distribuição por parte da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social.

Minas Gerais registra queda de 57% no desmatamento da Mata Atlântica

Ações de fortalecimento da fiscalização ambiental e do monitoramento contínuo da vegetação trazem resultado significativo para o estado, que possui a maior área remanescente do bioma
Na próxima segunda-feira (27/5), é celebrado o Dia da Mata Atlântica, um dos mais ricos em biodiversidade e também ameaçados entre os biomas brasileiros. E os mineiros têm bons motivos para comemorar.

GOV. MG

Estado que conserva até hoje a maior área nativa remanescente de Mata Atlântica do país, Minas Gerais registrou uma queda de 57% no desmatamento do bioma em 2023, em comparação com o ano anterior.

O cenário é apontado nos dados consolidados do Atlas da Mata Atlântica, coordenado pela Fundação SOS Mata Atlântica e pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), e do Sistema de Alertas de Desmatamento (SAD) Mata Atlântica, parceria entre a SOS Mata Atlântica e o MapBiomas, divulgados nessa terça-feira (21/5).

“Os números alcançados representam o nosso compromisso com o meio ambiente, com investimentos, fiscalização e acompanhamento contínuos nesta gestão. Vale lembrar que o Governo de Minas também apoia e investe em energia limpa, renovável, para uma economia mais verde. Volto a dizer: é possível conciliarmos a preservação do meio ambiente com o desenvolvimento “, ressaltou o governador Romeu Zema.
“Com gestão e responsabilidade, sempre é possível avançarmos”, completou o governador.

A secretária de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Marília Melo, ressaltou que o combate ao desmatamento é uma prioridade e um desafio em Minas.

“Temos um estado vasto, com cerca de 32% de vegetação nativa ainda preservada e com a maior área remanescente de Mata Atlântica do país. Nosso trabalho e vigilância são contínuos, mas os números apontam que estamos no caminho certo”, destacou.

O percentual registrado pelo estado é ainda superior ao observado no Brasil como um todo, que teve uma redução de 27% em 2023, se comparado com 2022, na parte contínua do bioma. Em Minas Gerais, de acordo com Atlas da Mata Atlântica, a área desmatada caiu de 7.456 hectares em 2022, para 3.193 hectares, no ano passado.

Os dados divulgados nesta terça-feira vão ao encontro dos levantamentos realizados pelo monitoramento contínuo da cobertura vegetal desenvolvido pelo Instituto Estadual de Florestas (IEF), que também já apontava uma redução da área desmatada no ano passado e que novamente se confirmou neste ano de 2024.

Entre janeiro e abril de 2024 foram identificados 296 alertas de desmatamento no bioma, totalizando 1.204 hectares. No mesmo período em 2023, foram identificados 301 alertas, que somavam 1.722 hectares.

Fiscalização

O Governo de Minas vem trabalhando intensamente nos últimos anos para combater o desmatamento ilegal no estado. Somente em 2023, foram realizadas mais de 47 mil ações de fiscalização, um aumento de 24% em relação a 2022.

Dentre os investimentos realizados para reforçar essa área, é possível destacar a aquisição de drones e tablets para a fiscalização; a renovação da frota de veículos, a implementação do uso da plataforma Brasil Mais, que reduziu o tempo de monitoramento e detecção de desmatamento; além da instalação das salas de Inteligência e de Situação de Combate ao Desmatamento, que serão entregues no próximo mês.

Minas Gerais também é o primeiro estado brasileiro a adotar uma abordagem inovadora no enfrentamento aos crimes ambientais, integrando atividades de inteligência à fiscalização ambiental.

Com a Superintendência de Inteligência, as ações contra esses ilícitos contam, agora, com investigações aprofundadas, por meio de compartilhamento de informações e métodos analíticos, em atuação com outros órgãos.

Mais do que o combate aos crimes ambientais, o Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), vem buscando estratégias de inteligência, planejamento e ações articuladas para agir de forma rápida e assertiva, evitar a ocorrência de novos ilícitos ambientais e atuar preventivamente na proteção dos recursos naturais do estado.

“A fiscalização preventiva tem sido também priorizada como estratégia nos planejamentos anuais, sendo uma importante premissa da fiscalização ambiental estadual. Destaco ainda que os investimentos em tecnologia, inteligência e melhoria das condições de trabalho dos servidores tornam a fiscalização cada dia mais eficiente e assertiva em Minas Gerais. Isso se traduz em acatamento normativo na temática ambiental e a proteção efetiva dos recursos naturais em Minas”, relata o subsecretário de Fiscalização da Semad, Alexandre Leal.

Entre janeiro e abril de 2024 foram desenvolvidas 327 fiscalizações somente no bioma Mata Atlântica, em atendimento ao monitoramento contínuo da cobertura vegetal, sendo mais de 1.447 ha de área fiscalizada no território mineiro.

Tratado da Mata Atlântica

Outro importante destaque é que Minas Gerais já cumpriu mais de 11% da sua meta do Tratado da Mata Atlântica, que prevê o plantio de 7 milhões de mudas de espécies nativas do bioma, até o final de 2026.

Entre novembro de 2023 e abril de 2024, foram contabilizados o plantio de 776 mil mudas de espécies nativas do bioma. O compromisso foi firmado entre os governadores dos estados que compõem o Consórcio de Integração Sul e Sudeste (Cosud), em outubro de 2023, para a restauração de 90 mil hectares do bioma e o plantio de 100 milhões de mudas nativas pelos sete estados que compõem o grupo.

Dentre essas ações, destacam-se aquelas monitoradas pela Fundação Estadual do Meio Ambiente (Feam), que envolvem a gestão e acompanhamento do plantio de mudas por programas, projetos e ações de reflorestamento e restauração que envolvem atos autorizativos de licenciamento ambiental.

Neste período, a Feam foi responsável pelo direcionamento de plantio de 457 mil mudas, além de garantir a conservação de mais de mil hectares de florestas.

O levantamento dos dados de Minas ainda consideram projetos socioambientais executados pela Semad, como o Bosque do Amanhã; e a recuperação e restauração ambiental por meio de projetos de fomento florestal e do Programa de Regularização Ambiental (PRA).

Conservação e restauração ambiental

Minas também vem se destacando nas ações de conservação e restauração ambiental do bioma. Em 2033, o IEF registrou a criação de cinco novas Reservas Particulares do Patrimônio Natural (RPPN), com área total de 2,33 mil ha. Além disso, foram regularizadas três novas áreas em Unidades de Conservação (UC) estaduais, com área de 50,2636 hectares.

Atualmente, Minas Gerais possui 48 UCs no bioma Mata Atlântica, com 1.013.862,11 hectares de área, sendo 169.204,74 em UCs de proteção integral e 844.657,37 em UCs de uso sustentável. O estado conta ainda com 202 RPPNs no mesmo bioma, com 22,06 mil hectares de áreas protegidas.

O Estado de Minas Gerais possui hoje 48 UCs no bioma Mata Atlântica, com 1.013.862,11 hectares de área (169.204,74 em UCs de proteção integral e 844.657,37 em UCs de uso sustentável) e 202 RPPNs no mesmo bioma, com 22,06 mil hectares de áreas protegidas.

Uma importante ação executada pelo IEF busca conservar, ampliar e consolidar as áreas de vegetação nativa e recuperar as áreas degradadas ou alteradas.

Em 2023, Minas teve um total de áreas destinadas à conservação/recuperação 24.169,71 hectares, enquanto em 2022, foi de 17.579,69 hectares, o que representa um aumento de 37%.

Nesse cálculo estão contempladas áreas de reserva legal, as compensações e reservas legais aprovadas nos processos de intervenção ambiental, além das a serem restauradas no âmbito do Programa de Regularização Ambiental (PRA), no Programa de Fomento Florestal do IEF ou por meio de Acordos ou Termos de Cooperação Técnica e, ainda, conservadas via criação de RPPNs.

A Mata Atlântica é um dos seis biomas no território brasileiro e uma das áreas mais ricas em espécies da fauna e da flora do país.

É também o bioma mais ameaçado do Brasil. Minas Gerais, além de contar com cerca de 11 milhões de hectares de área nativa do bioma, também possui hoje a legislação mais rigorosa do país no que diz respeito à preservação da área, adotando a política de compensação dois por um em decorrência da supressão da vegetação.

Isso significa que, para cada hectare suprimido, devem ser conservados dois hectares de vegetação, sendo Minas Gerais o único estado da federação que adota essa política de compensação. A medida segue as hipóteses de compensação previstas na Lei Federal 11.428/2006 e regulamentada pelo Decreto Estadual 47.749/2019.

Minas contra o desmatamento

Neste mês de maio, o Estado completa um ano do lançamento do Minas contra o Desmatamento, uma união de esforços com municípios das regiões mais críticas, com o fortalecimento das ações preventivas e articuladas.

A união de esforços no combate ao desmatamento ilegal em Minas está fortalecida com a assinatura do Termo de Cooperação Técnica entre Estado e municípios para o desenvolvimento de ações conjuntas e inéditas de prevenção e combate ao desmatamento, em terá continuidade em 2024.

Para fazer parte do plano, o Governo de Minas convidou os municípios que se destacaram em relação ao número de alertas de desmatamento no primeiro trimestre de 2023: Buritizeiro, Coromandel, Januária, João Pinheiro, Paracatu, Santa Fé de Minas e Três Marias.

Na avaliação comparativa dos dados de desmatamento nesses municípios, é possível verificar uma redução expressiva de área desmatada, o que comprova os resultados positivos da ação promovida pelo Estado em parceria com as gestões municipais e parceiros locais.

“Esses municípios estão localizados em áreas especialmente cobertas pelo Cerrado, que hoje é um dos biomas que mais sofre a pressão do desmatamento ilegal no país. É interessante perceber essa redução expressiva com as ações articuladas que promovemos e que ajudaram a reforçar também a queda no desmatamento do Cerrado em Minas, enquanto observou-se crescimento no resto do país”, pontuou a secretária Marília Melo.

Governo de Minas aplica simulado do Enem para preparar estudantes

Iniciativa da Secretaria de Educação e da plataforma Enem MG simula as condições reais do exame para melhorar o desempenho dos estudantes
O Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE/MG), tem se empenhado em proporcionar aos estudantes mineiros as melhores ferramentas para alcançarem sucesso no Enem e na trajetória profissional.

GOV. MG

Como parte desse esforço, cerca de 185 mil estudantes do 3º ano do ensino médio e 3º período da Educação para Jovens e Adultos (EJA) participam, nesta semana, de um simulado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), desenvolvido pela plataforma Enem MG, da Estudo Play.

O objetivo é oferecer uma experiência prática que simule as condições reais do exame, familiarizando os alunos com o formato da prova, auxiliando-os no gerenciamento do tempo e na identificação de áreas que necessitam de melhoria.

O simulado oferece um diagnóstico detalhado que orienta estudantes e professores na preparação para o exame, que acontecerá em novembro.

“A aplicação desse simulado vai trazer uma trilha formativa personalizada para cada estudante, dando a ele um direcionamento nos estudos ao longo do ano para fazer o Enem. Os professores poderão, também, verificar em seu planejamento como eles podem apoiar, cada vez mais, seus estudantes”, afirma a subsecretária de Desenvolvimento da Educação Básica, Kellen Senra.

Para atender a todos os estudantes, foram impressas 370 mil provas, que foram distribuídas para as Superintendências Regionais de Ensino (SREs), organizadas por escolas e turmas.

Desenvolvido com o auxílio de inteligência artificial, o simulado analisa provas anteriores do Enem para criar questões semelhantes em formato e nível de dificuldade, proporcionando uma preparação eficaz.

Até a data do Enem, um segundo simulado será aplicado para monitorar o progresso dos estudantes e ajustar aspectos pontuais que possam melhorar seu desempenho.

Organização do simulado

Todas as escolas que atendem o público-alvo do exame receberam a recomendação de aplicar o simulado em duas etapas.

Na terça-feira (21/5), foram aplicadas as provas de Linguagens, Ciências Humanas e Redação. Nesta quinta (23/5), serão aplicadas as provas de Matemática e Ciências da Natureza.

Na Escola Estadual Imaculada Conceição, em Pedro Leopoldo, cerca de 200 estudantes do 3º ano do ensino médio e do 3º período da EJA se reuniram em um único turno para realizar a prova.

A gestão escolar montou uma estrutura idêntica à do Enem: os portões da escola foram abertos ao meio-dia e fechados às 13h, horário de início da aplicação do simulado.

A estudante Maria Eduarda Andrade, de 17 anos, fez a prova do Enem nos últimos dois anos como participante treineiro. Neste ano ela realizará o exame novamente com o desejo de ingressar na faculdade de Medicina.

“O simulado ajuda tanto a nos prepararmos pelo modelo de prova, analisando o que o Enem pode cobrar e de que forma ele cobra, até pelo emocional, que geralmente abala os estudantes, gera ansiedade. Conseguimos também analisar o tempo de prova, o que pode ser gasto na redação, em cada uma das questões e o tempo para passar no gabarito”, comenta.

A prova teve cinco horas de duração com tempo mínimo para sair de sala de aula, foi solicitado documento de identificação com foto, disponibilizada caneta preta para realização do simulado, pertences eletrônicos foram guardados em envelopes e, como diferencial, a escola ofereceu almoço e lanche da tarde aos participantes.

A diretora da unidade escolar, Márcia Basílio, reforça a importância dessa iniciativa.

“A primeira contribuição é vivenciar uma dinâmica muito próxima do Enem. Experimentar todas as sensações e também frustrações. O segundo ponto é cada estudante ter uma ideia individual de como está no processo de aprendizagem. Essa experiência e o resultado que o simulado vai trazer para esses alunos é de grande benefício. Eles podem sair muito felizes desse processo ou perceberem que precisam se preparar um pouco melhor para conquistarem o que almejam”, destaca.

Aulas ao vivo

A plataforma Estudo Play promoveu, entre os dias 22/4 e 17/5, aulas ao vivo direcionadas à revisão de conteúdo do exame.

O propósito das aulas on-line é preparar os estudantes para o simulado. Elas foram transmitidas ao vivo das 14h às 17h nos canais do Youtube da Estudo Play e da Secretaria de Educação.

Os interessados ainda podem acessar o conteúdo, que continua disponível nas plataformas. Cada aula tem entre 45 a 50 minutos de duração.

Resultados

Após a aplicação do simulado, será disponibilizada uma análise detalhada dos resultados, prevista para a primeira quinzena de junho.

Com base nesses dados, poderão ser implementadas estratégias pedagógicas específicas para abordar as áreas de maior dificuldade identificadas, garantindo uma preparação contínua e eficaz não só para o Enem, mas para a formação do estudante no ensino médio.

Esse resultado, que será disponibilizado tanto para professores quanto para estudantes, destacará pontos fortes e áreas que necessitam de melhorias.

A plataforma fornecerá sugestões específicas de melhoria para cada área do conhecimento, ajudando os estudantes a focar nos conteúdos que precisam de mais atenção.

Sobre a plataforma Estudo Play

A plataforma Estudo Play, que pode ser encontrada como Enem MG nos dispositivos móveis, foi adquirida em março deste ano, e auxilia os estudantes da rede estadual de ensino mineira na preparação para o Enem.

Oferecendo uma gama de recursos educacionais, a ferramenta proporciona uma preparação abrangente e eficaz. Os estudantes podem acessá-la por meio de computador, tablet ou celular, tanto na escola quanto em casa.

Iniciativas como essa são fundamentais para a qualidade da educação, oferecendo ferramentas práticas e diagnósticos precisos que ajudam a identificar e corrigir deficiências no aprendizado.

A plataforma Estudo Play oferece recursos interativos, conteúdos atualizados e ferramentas de diagnóstico que permitem uma preparação personalizada.

Uberlândia será sede de seminário regional sobre educação a partir de segunda (27)

Prefeitura é parceira da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação de Minas Gerais na realização do 5º Seminário Regional Undime MG, cujas inscrições estão abertas

Secretaria de Governo e Comunicação/PMU

A Prefeitura de Uberlândia, por meio da Secretaria Municipal de Educação, é parceira da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação de Minas Gerais (Undime MG) na realização do 5º Seminário Regional da Undime MG. Com o tema “Diálogos, saberes e práticas no contexto da educação pública”, o evento ocorrerá nesta segunda (27) e terça-feira (28), destacando políticas públicas conduzidas pela gestão municipal para garantir qualidade de ensino e aprendizagem na Rede Municipal de Ensino.

As inscrições são gratuitas e devem ser feitas pelo formulário online disponibilizado pela Undime MG AQUI. O seminário reunirá prefeitos e demais representantes educacionais de 47 munícipios, divididos entre as regionais Uberlândia, Monte Carmelo, Patrocínio, Uberaba e Ituiutaba, com atividades no auditório da Faculdade Anhanguera, localizada no bairro Morada da Colina.

O quê: 5º Seminário Regional da Undime MG
Tema: “Diálogos, saberes e práticas no contexto da educação pública”
Quando: 27 e 28 de maio
Onde: Auditório da Faculdade Anhanguera, avenida dos Vinhedos, 1.200, Morada da Colina
Inscrições: As inscrições podem ser feitas AQUI.

Programação

27 de maio – Segunda-feira
14h – Visita guiada ao Centro Municipal de Cultura de Uberlândia
19h – Cerimônia de abertura
– Atração Cultural: Apresentação de alunos da Escola Municipal Cidade da Música e servidores da rede municipal de ensino de Uberlândia
– Alfabetização no tempo certo – Relato de experiência de sucesso em Uberlândia com o Pacto pela Alfabetização

28 de maio – Terça-feira
8h – Credenciamento
8h30 – Mesa-redonda “Segurança e combate à violência” – Abordagens sobre itens pertinentes à segurança da comunidade escolar
10h – Compromisso Nacional Criança Alfabetizada: Leitura e Escrita da Educação Infantil – Palestra sobre o regime de colaboração entre os governos federal, estaduais e municipais com a proposta de garantir a alfabetização para todas as crianças do país
11h – Escola em tempo integral – Palestra sobre os avanços obtidos com o regime de escola com atendimentos em tempo integral e sobre a inauguração da Escola Municipal Doutor Afrânio de Freitas Azevedo, pela Prefeitura de Uberlândia
12h – Intervalo
13h30 – Educação inclusiva: Princípios fundamentais em respeito às diferenças humanas no contexto educacional – Palestra e mesa-redonda com relatos de experiências.
18h – Encerramento

Halterofilistas da Prefeitura e parceiros são convocados para Semana de Treinamento da Seleção Brasileira

Paratletas da Futel/CDDU/Praia Clube também estarão na 2024 Para Powerlifting World Cup

Divulgação/Futel

Paratletas da equipe da Prefeitura de Uberlândia – formada por meio da parceria entre Fundação Uberlandense do Turismo, Esporte e Lazer (Futel), Clube Desportivo para Deficientes de Uberlândia (CDDU) e Praia Clube – foram convocados pelo Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) para integrar a seleção brasileira de halterofilismo na Semana de Treinamento, que acontecerá entre 25 e 30 de maio, no Centro de Treinamento Paralímpico Brasileiro (CTPB), em São Paulo.

A Futel/CDDU/Praia Clube será representada pelos halterofilistas Caroline Fernandes, Lara Lima, Mateus Silva e Tayana Medeiros e pelo treinador Weverton Santos, profissional de educação física da Futel. Todos eles também integrarão a seleção brasileira na 2024 Para Powerlifting World Cup, entre 20 e 26 de junho, em Tbilise, na Geórgia.

Como lembra a diretora de paradesporto da Futel, a profissional de educação física Fernanda Costa, esta será a última competição antes dos Jogos Paralímpicos de Paris, que serão disputados entre 28 de agosto e 8 de setembro. “Todos os quatro paratletas têm boas chances de convocação para a competição na França, portanto, a Semana de Treinamento é uma importante preparação para que eles façam o seu melhor em busca da classificação”, ressaltou.

Resultados recentes
Na primeira competição do ano, no início de março, na Para Powerlifting World Cup, disputada em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, os atletas de Uberlândia conquistaram quatro medalhas, sendo: duas de ouro com Tayana Medeiros, além de uma de prata e outra de bronze com Lara Lima.
Os paratletas treinam no Sesi Gravatás (espaço que integra o Sistema Fiemg e que está sob responsabilidade da Futel), com acompanhamento de profissionais de educação física da Futel.