Ivan Santos*

Depois que passar a pandemia, o mundo não será mais o mesmo e os humanos terão que se acostumar com a nova realidade. Muitos dos empregos tradicionais serão enterrados. Haverá nova ordem no trabalho em todo o mundo. Lojas como o Magazine Luiza começarão a fechar as portas nas ruas e passarão a atender os clientes só em sites na internet. Em cidades como Uberlândia haverá um depósito com algumas empresas terceirizadas para entregar os produtos vendidos pela rede de computadores. Os bancos começarão a desativar as agências de rua e substituí-las por máquinas inteligentes nas quais cada cliente poderá fazer operações de depósitos, saques, pagamentos ou empréstimos. Os funcionários dos bancos serão reduzidos em mais de 90%. As primeiras fábricas robotizadas serão introduzidas no Brasil e as velhas, analógicas, serão substituídas por equipamentos 4.0 ou 5.0 automatizados. A revolução do Coronavírus deixará um esquema revolucionário que as pessoas levarão, pelo menos, 10 anos para entender o que aconteceu.
O mundo já atravessou por várias turbulências, mas nenhuma tão surpreendente como esta do coronavírus. Esta é uma guerra bacteriológica virulenta, recheada de combates psicológicos de proporções impressionantes e pouco compreendidos pela massa humana. Tudo o que houve nas últimas horas já provocou grandes mudanças nas últimas semanas e muita gente ainda nada percebeu.
A evolução da espécie humana é lenta, mas progressiva. No Brasil e em outros países do mundo ainda há convocações para a realização de jejum coletivo para pedir interferência de Deus para evitar mortes não esperadas. Deus, no céu ou onde estiver, ouve os apelos dos humanos e permanece calado porque sabe que as mudanças radicais são inevitáveis. Calado, Deus garante a lei natural que prescreve desde o começo do mundo: tudo se transforma. Ou todo cambia, como cantou Mercedez Soza. O mundo está cambiando e muita gente ainda não percebeu.
Está em marcha um mundo novo em violenta e rápida transformação. O vírus verdadeiro está nas fábricas, no modelo de comércio, na produção e distribuição de bens econômicos, no processo político e no estilo de governo. Quem não acompanhar as mudanças será impiedosamente atropelado ou morto na pandemia. Deus sabia de tudo há milênios. Alguns viventes humanos também previram há muito tempo a onda virulenta. Hoje tem muita gente rindo em silêncio. Depois que o vírus se for, o mundo não será mais o mesmo. Podem acreditar.

*Jornalista

Free WordPress Themes, Free Android Games