A administração municipal inaugurou novas unidades de saúdes e desenvolveu programas para agilizar realização de procedimentos e cirurgias de que a população mais precisa

Foto: Valter de Paula/Secretaria de Governo e Comunicação

Um dos desafios dos gestores públicos no Brasil é melhorar a qualidade dos serviços em saúde. Após dois anos de recuperação do setor promovidos pela atual administração da Prefeitura de Uberlândia, o ano de 2019 foi marcado por inúmeros avanços, principalmente na ampliação do atendimento. Houve revitalização e construção de unidades de saúde, implementação do novo serviço de atendimentos de traumas e emergências, compra de equipamentos, além da construção do setor de hemodinâmica no Hospital Municipal e criação de programas para agilizar a realização de procedimentos e cirurgias de que a população mais precisa.

“Após muito trabalho para recuperar a saúde da nossa cidade, agora é possível começar a colher os frutos e voltar a oferecer um atendimento de qualidade para o povo de Uberlândia. Desenvolvemos ao longo de 2019 diversos programas e serviços, além da inauguração de novas unidades. Para 2020, não será diferente: continuamos trabalhando para ampliar ainda mais o acolhimento de toda a população de Uberlândia”, projetou Odelmo Leão.

Novas unidades e revitalização das UAIs

– Novas unidades de saúde nos bairros Novo Umuarama, Minas Gerais, Pequis, Monte Hebron, Marta Helena e Ipanema, beneficiando cerca de 40 mil pessoas.

– Assinatura das ordens de serviço para a construção de unidades nos bairros Jardim das Palmeiras, Jardim Ipanema e Marta Helena, beneficiando inicialmente ao menos 15 mil moradores. Também foi homologada a licitação para a obra da UBSF Shopping Park.

– Melhorias nas Unidades de Atendimento Integrado (UAI): reformas nas unidades dos bairros São Jorge e Pampulha e ampliação e reforma da unidade do bairro Planalto.

– Compra e instalação dos aparelhos de raio-x digitais para todas as UAIs. Benfeitoria que permitirá à Prefeitura fazer um mutirão de exames ambulatoriais simples nas unidades.

– Aquisição de aparelhos portáteis de ultrassonografia de última geração, destinados às unidades do Martins, Planalto e Tibery, além do Hospital Municipal.

– Compra de 300 computadores, que foram entregues em toda a rede pública de saúde.

– Entrega de nova estrutura para o Programa Melhor em Casa, localizada no bairro Planalto. O local oferece mais condições de continuar garantindo atendimento de qualidade aos pacientes e familiares acolhidos pelo programa.

Ampliação do setor de cardiologia do Hospital Municipal

– Aquisição de um equipamento de hemodinâmica, que permitirá realizar com mais agilidade para a população os exames de cateterismo, arteriografia e angioplastia.

– Além disso, desde 2018, o Hospital Municipal tem trabalhado constantemente para atender também outra necessidade da população ao realizar as cirurgias cardíacas simples. A iniciativa da gestão municipal representa um grande passo para o credenciamento junto ao Ministério da Saúde, que segue em andamento.

Mais atendimentos para a população

– Criação do Sistema Integrado de Atendimento a Trauma e Emergência (Siate), que aprimorou o atendimento pré-hospitalar e de socorro da população de Uberlândia. O modelo é inédito no Brasil, pois tem atendimento diferenciado ao contar com uma regulação única e equipes de atendimento mistas (profissionais do Município e militares do Corpo de Bombeiros).

– Início do “Uberlândia Mais Saúde”, que deve beneficiar seis mil pessoas em dois anos. Criado pelo prefeito Odelmo Leão para auxiliar no andamento e redução das filas de cirurgias eletivas, exames e consultas de algumas especialidades com maior demanda na rede. As cirurgias já começaram a ser realizadas.

– “Alô, Saúde”: lançado em outubro,o programa foi criado para minimizar a quantidade de faltas registras nas consultas e exames agendados pela Secretaria Municipal de Saúde. O programa consiste em um serviço de call center que fará a confirmação dos agendamentos.

– Criação do “Saúde + Uberlândia”, aplicativo para celular que permite que a população tenha acesso à informações de vários serviços da rede de saúde, como fluxo das unidades, agendamentos de consultas e alertas de campanhas de vacina.

Combate ao mosquito Aedes Aegypti

-Durante todo o ano o Programa de Controle da Dengue desenvolveu novas ações para combater o mosquito, como utilização de drones para identificar os imóveis de difícil acesso, ampliação do fumacê com a compra emergencial de novos pulverizadores, penalização de todos os proprietários de imóveis que apresentaram reincidência e contratação de novos agentes.

– A Prefeitura ainda realizou a capacitação com os profissionais da saúde da rede pública e privada sobre o manejo clínico das doenças relacionadas ao inseto e abriu salas de hidratação nas UAIs para evitar que os pacientes com suspeita da doença tivessem complicações nos sintomas.

– Lançamento do aplicativo “Udi sem Dengue”, que é mais um canal de comunicação entre a comunidade e o Programa de Controle da Dengue. Por meio do aplicativo, a população pode enviar fotos e mensagens alertando as equipes sobre possíveis criadouros do mosquito.

Free WordPress Themes, Free Android Games