Terceira Guerra Mundial?

Tania Tavares – Professora – SP – taniatma@hotmail.com

Gostaria de saber dos que simpatizam e apoiam os grupos terroristas: Hamas, Hezbollah e outros que são financiados pelo Irã, uma ditadura, acham deste ataque covarde a Israel que pode nos levara a uma 3ª guerra Mundial? Vão ler e aprender História!

DATAS IMPORTANTES PARA A ELEIÇÃO MUNICIPAL DESTE ANO

Ivan Santos – Jornalista

O Calendário Nacional Eleitoral que define normas para as eleições municipais deste ano segue de acordo com as predefinições pela Justiça Eleitoral. Os cidadãos brasileiros que que precisam tirar o título ou eleitoras e eleitores que desejam fazer a transferência de domicílio eleitoral ou alterar o local de votação têm até 8 de maio de 2024 para requerer o que quer: 151 dias antes do dia da eleição. É importante que todas e todos consultem como está a situação eleitoral. Caso haja pendências, a regularização deve ser requerida dentro do mesmo prazo.
Fechamento do cadastro eleitoral
Após o período do alistamento, a Lei das Eleições (Lei nº 9.504/1997) determina que nenhum requerimento de inscrição eleitoral ou de transferência seja recebido dentro dos 150 dias anteriores à data da eleição. Portanto, a partir de 9 de maio, o cadastro estará fechado.
Teste de Confirmação do TPS
Entre os dias 15 e 17 de maio de 2024 acontece, na sede do TSE, em Brasília, o Teste de Confirmação. No evento, as investigadoras e os investigadores participantes do Teste Público de Segurança da Urna (TPS), ocorrido no período de 27 de novembro a 2 de dezembro do ano passado, voltam ao Tribunal para conferir se as soluções aplicadas pela equipe técnica foram suficientes para corrigir os achados encontrados durante a realização do TPS.
Financiamento coletivo
Em 15 de maio, pré-candidatas e pré-candidatos poderão iniciar a campanha de arrecadação prévia de recursos na modalidade de financiamento coletivo, desde que não façam pedidos de voto e obedeçam às demais regras relativas à propaganda eleitoral na internet.
Convenções partidárias e registros de candidatura
Entre 20 de julho e 5 de agosto é permitida a realização de convenções partidárias para deliberar sobre coligações e escolher candidatas e candidatos às prefeituras, bem como ao cargo de vereador. Definidas as candidaturas, as agremiações têm até 15 de agosto para registrar os nomes na Justiça Eleitoral.

O problema do Brasil é Bolsonaro!

Marília Alves Cunha – Educadora e escritora – Uberlândia – MG

Não é mais presidente, é inelegível, mantem sua popularidade porque é carismático e comunga, com o povo que o segue, valores e princípios. Errou como presidente? É claro, algumas vezes. Mas não deixou manchas de corrupção e sim, traços fortes da disposição em levar o Brasil a um caminho de prosperidade. Erros são naturais, acontecem são próprios do ser humano. Corrupção não! Corrupção é crime, traição, sabotagem, antidemocracia, contra Brasil!

Mas o nome do ex-presidente é assolado, ainda, com exagero de frequência pela grande imprensa. Furtam-se a falar da situação problemática do país, abstem-se de um presente cheio de erros, insegurança e incompetência para repetir acaloradamente narrativas puramente politiqueiras. Vamos falar em realidades?

Estamos em crise na saúde pública, temos dengue, faltam hospitais ou os que temos estão em situação crítica, pessoas despreparadas comandam assunto tão delicado, sério e importante para os brasileiros. Não vemos perspectivas de melhora no quadro, não são apresentados planos ou projetos que assegurem pelo menos a minimização do grave problema. Vamos levando…

A segurança pública também é motivo de preocupação. O Brasil é um país que, sinceramente falando, eu não escolheria caso turista “alienígena” fosse. Nossos presídios de segurança máxima não têm segurança, imaginem os outros. Bandidos dão ordens da cadeia, por celular. O que mais se reproduz nas cadeias são celulares, nada ou ninguém impede esta prática que surte efeitos desastrosos. Mas, pessoas de bem são proibidas de falar ao celular com quem bem entenderem, pessoas que nem condenadas são. A segurança pública no Brasil é um espetáculo de pura insegurança… Paradoxal, não acham?

A floresta Amazônica e o Cerrado continuam desaparecendo. Batem recordes de desmatamento. Os índios continuam morrendo por desnutrição e outros males. Mas não se fala mais nisso, a Fernanda Montenegro não mais se submete a arder-se na fogueira, desapareceram as vozes ardorosas, amantes do verde que clamaram com cara de desespero pela Amazônia e pelos índios. O objetivo se perdeu? Atualmente é melhor não enxergar e ouvir, apenas usufruir no que puderem o que lhes for concedido? E o governo, o que tem feito para minorar o problema ou resolvê-lo? Ninguém vai cobrar, com musiquinhas e falas lacrimosas?

O Brasil é considerado hoje um dos piores países para se investir. Teve o pior desempenho nos mercados globais no primeiro trimestre em 2024. Saiu de um superávit primário de 54 bilhões em 2022 para um déficit primário de 134 bilhões em 2023, sem computar gastos com pagamento de precatórios. A história dos precatórios é ardilosa, para não dizer escandalosa…

Diferentemente dos países que optam pela modernidade e desburocratização, o governo atual optou pela expansão da máquina pública e da estrutura burocrática. Temos hoje 35 ministérios, 15 a mais do que no governo anterior. Expansão sem qualquer ganho de eficiência, muito antes pelo contrário.

A proibição de loteamento político das estatais foi uma coisa muito importante para o Brasil, principalmente depois da corrosão imposta a nossa economia com os escândalos do Petrolão e outros. Mas o governo Lula apressou-se a recorrer ao STF e conseguiu a suspensão de parte da lei das estatais. Temos hoje políticos dirigindo estatais. E para piorar ainda mais a situação, foram retomados investimentos em “grandes paquidermes albinos” como, por exemplo, a “Refinaria Abreu e Lima”. Alguns deste paquidermes oportunizaram grandes escândalos de corrupção, num passado não muito distante.

Temos também o retorno de políticos sacramentados do PT. Aliás, alguns nunca foram, sempre são. Um deles é Eduardo Suplicy. Reclamou, com muita razão, do furto de sua carteira numa reunião petista, em discurso choroso ao microfone, apesar da cara indignada da petista apresentadora. O petista mais petista que existe, com tantas prioridades a serem atendidas neste país de “meu Deus o que é isto” apregoou: “ É fundamental democratizar a maconha”. Saravá! Saravá também para Zé Dirceu que discursa no Senado e veio, como um anjo caído do céu, para salvar a democracia…

Para espanto meu, caros leitores, o Brasil, através de sua diplomacia, condenou-se a um registro histórico: absteve-se de votar na ONU sobre direitos das mulheres e violência cometidas contra as mulheres. Foi feio para um país e um governo que diz identificar-se com causas identitárias e lutar contra a misoginia. Foi feio. E os ministérios também estão destituindo as mulheres: algumas já o foram devidamente e mais nomes estão sendo fritados… O filho do presidente, de acordo com noticiários, também andou aprontando. O que é inaceitável é ver petistas de carteirinha, que falam tanto em misoginia, criticando a mulher do rapaz que, dizem, recebeu os sopapos, como se ela tivesse merecido… Que coisa, né?

Não há como dizer que o país vai bem. Além de tudo que citamos e muitas outras que não citamos, o brasileiro está sofrendo restrições ilegais e sem fundamentação, na sua liberdade de expressão, amplamente descrita na Constituição Federal. O uso de redes sociais está se transformando em uma guerra e o mundo inteiro toma conhecimento das supostas ilegalidades cometidas e que podem comprometer o nosso futuro. No Brasil a censura pode ser usada como forma de proteção à democracia, como forma de impedir a replicação do mal? Quem será responsável por ditar as regras sobre democracia e sobre o Bem e o Mal?

Escrevi demais! Tantas coisas acontecem neste país! Nunca é um dia comum, igual aos outros, o que nos deixa prolixos. Mas não se preocupem se a vida piorar, se a conta de tudo que se faz de errado vier parar nas costas dos cidadãos. Tudo será resolvido a contento. O problema do Brasil, para as grandes redes de comunicação é o Bolsonaro, não resta dúvida. Tirá-lo de cena, eis a questão, eis a solução!

Novo BRICS!

Tania Tavares – Professora – SP – taniatma@hotmail.com

Bloco dos Brics cresce e passa a integrar 5 novos países,são eles: Egito, Etiópia, Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos, Irã além de China e Rússia, os demais são Brasil, India e África do Sul. A Argentina não quis participar. Os sete primeiros são autocracias,vulgo ditaduras. O que o Brasil está fazendo aí? Preocupante!

UNIVERSIDADES PARAM POR AUMENTO DE SALÁRIOS

Ivan Santos – Jornalista

Parte dos professores das Universidades e Escolas Técnicas de nível superior do Brasil decidiram entrar em greve nas cinco regiões do País a partir de hoje, 15 de abril. Os líderes do movimento exigem reajuste salarial de 22% em três parcelas de 7,06% sendo a primeira ainda neste ano e as outras em 2025 e 2026.
O Sindicado Nacional dos Professores, mais conhecido como ANDES-SN informou pela imprensa tradicional que além da recomposição salarial os manifestantes pedem investimentos públicos em todas as instituições de ensino superior que teriam sido abandonador pelo governo passado,
“Necessitamos de uma reorganização da carreira de docentes e de uma renovação de medidas restritivas de direitos de caráter regressivo que foram implementados nos últimos anos, de natureza previdenciária, que tiraram direitos e afetaram diretamente a aposentadoria, medidas que inibem o exercício do direito de greve, entre outras tantas”, disse Gustavo Seferian, presidente da Andes e professor de Direito da UFMG – Universidade de Minas Gerais.
De acordo com o porta-voz da Andes,, três entidades que representam o ensino superior no Brasil já anunciaram paralisação total das atividades docentes sem previsão de retorno as aulas enquanto não houver um acordo definitivo com as autoridades federais.