Ivan Santos*

Desde os primeiros dias deste mês está proibida a distribuição gratuita de bens, valores ou benefícios por parte da administração pública, exceto nos casos da calamidade pública, estado de emergência ou de programas sociais autorizados em lei e já em execução orçamentária desde o ano passado. Os partidos interessados em disputar o cargo de prefeito ou de vereador deverão estar registrados no TSE até o dia 4 de abril. Esta determinação vale para todos os partidos, inclusive para a Aliança pelo Brasil em organização pelo presidente Bolsonaro. As convenções partidárias, para a homologação dos nomes dos candidatos poderão ser feitas a partir de 20 de julho até 5 de agosto.
Em Uberlândia os principais partidos ensaiam ações para o lançamento de candidatos. Até este momento, só o PP tem candidato praticamente definido. É o líder deste partido e prefeito, Odelmo Leão, que não esconde a intenção de se candidatar à reeleição. Odelmo assumiu a prefeitura endividada, com crise na Saúde e na Educação e sem apoio do Governo do Estado. Administrador experiente com estreitas ligações nos centros de decisões em Brasília, o prefeito começou a reorganizar a administração da cidade com executivos experientes nos principais setores. Conseguiu reorganizar a Saúde e a Educação, começou a organizar o Instituto de Previdência dos Servidores Municipais que ficou com grande rombo de caixa provocado por investimentos mal feitas na administração passada e começou a executar projetos necessários na área de transportes urbanos, iluminação pública e tocou a grande obra de abastecimento de água (capitação em Capim Branco) para facilitar projetos industriais. Também executa um ambicioso projeto de transporte coletivo integrado para unir quase todos os bairros da cidade ao Centro Urbano. Mesmo com recessão nacional e crise financeira no País com reflexo negativo em todos os municípios, Odelmo Leão realiza uma administração progressista. Com a credencial de bom administrador comprovada em três mandatos, ele deverá se apresentar ao povo como aspirante a continuar a administrar a cidade por mais quatro anos.
Os adversários do prefeito ainda estão indefinidos. O MDB que já governou a cidade com Zaire Rezende e em associação com Gilmar Machado, do PT, ainda não tem candidato definido. Alguns grupos, em nome de empresários e profissionais liberais, já revelaram intenção de disputar a prefeitura, mas continuam sem um nome de consenso. Nos últimos dias, a novidade foi o aparecimento na cena pré-eleitoral, do ex-deputado e ex-vice-prefeito, Chico Humberto. A oposição ainda está a procura de um barco para navegar na próxima eleição. Tem muito maremoto à frente para todos os candidatos atravessarem. O blá blá blá político nos bastidores aparece e cresce.

*Jornalista

Free WordPress Themes, Free Android Games