Ivan Santos

Com a definição de Fernando Haddad como candidato do PT agora são treze os aspirantes à Presidência da República. A partir de hoje pretendemos mostrar neste espaço, em poucas palavras, as principais propostas de cada candidato a presidente da República. A apresentação vai ser aleatória. Começamos pela socialista Vera Lúcia, do PSTU. Esta candidata defende um programa estatizante radical. Se for eleita pretende ré estatizar todas as empresas estatais. AS primeiras, a Vale do Rio, Petrobrás Distribuidora, Embraer e todas do Sistema Elétrico. Na extensão deste programa a candidata promete estatizar todos os hospitais privados e as 100 maiores empresas industriais, comerciais e de serviços em todo o Brasil. Na Previdência não haverá reforma com corte de direitos dos segurados, mas ampliação de direitos. Na economia a política a ser adotada por Vera Lúcia será também socialista com desenvolvimento integral e destaque para a elevação do salário mínimo para R$ 3.804,06 para o sustento digno de uma família de quatro pessoas, segundo recomenda o Dieese – Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos. A candidata promete revogar todas as reformas liberais capitalistas em vigor no Brasil e reduzir a jornada de trabalho para 36 horas semanais sem redução de salários. Também promete ampliar o tempo do seguro desemprego para dois anos. Vera Lúcia garante que vai iniciar um amplo programa de obras públicas para gerar emprego, renda e resolver problemas estruturais que acabem com o déficit de saneamento básico, escolas e hospitais. Para isto fará o governo direcionar os recursos que hoje são utilizados para pagar a dívida pública. Está será congelada no governo dela por tempo indeterminado. A candidata promete também estatizar todos os latifúndios e partilhar as terras que são hoje utilizadas pelo agronegócio para garantir assentamentos a trabalhadores rurais sem terra. Para isto pretende abrir crédito farto e barato nos bancos oficiais e ajudar todos os pequenos agricultores com assistência técnica e financeira. A candidata do PSTU também promete uma política fiscal inovadora: vai revogar a Lei de Responsabilidade Fiscal e a do Teto de Gastos para aumentar os investimentos na saúde pública e na assistência social. Os hospitais privados serão todos privatizados e no Brasil só haverá hospitais públicos controlados pelo Governo. Todas as faculdades, centros universitários e universidades privadas serão estatizadas e o Governo assumirá todo o ensino superior no País. Vera Lúcia também pretende fazer ampla reforma do Estado Brasileiro com a criação e imposição de Conselhos Populares para decidir em nível nacional, estaduais e municipais sobre os orçamentos e funcionamento de todos os serviços públicos oferecidos à população. Será o socialismo caboclo no comendo do Brasil. (Amanhã o Programa de João Amoedo do Partido Novo).

*Jornalista

Free WordPress Themes, Free Android Games