Evento contou com atividades lúdico-didáticas sobre as cinco grandes áreas da Engenharia Civil

Ascom/UFU

O retorno às atividades presenciais para os membros do Programa de Educação Tutorial de Engenharia Civil da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) tem um toque de inovação. Das pontes de palito à maior competição de engenharia, como eles dizem, aconteceu nesta semana, nos dias 28 e 29 de junho, a 1ª Olimpíada da Civil. O evento foi aberto para estudantes de cursos técnicos, graduação e pós-graduação em Engenharia e áreas correlatas de instituições de Uberlândia e região. As atividades aconteceram no ginásio do Centro Esportivo Universitário (CEU) do Campus Santa Mônica.

Todas as delegações participantes da Olimpíada da Civil. (Fotos: Milton Santos)
Vanessa Silva, estudante do sexto período de Engenharia Civil, foi uma das coordenadoras gerais da Olimpíada. Ela comentou sobre a história dessa competição, que é inédita, mas nasceu a partir de uma outra atividade aplicada pelo grupo: “A Olimpíada é inédita. Ela veio substituir o Compet, que era apenas uma prova da Engenharia Civil e já teve outras edições. Na Olimpíada, a gente juntou as cinco grandes áreas do curso em cinco provas, contemplando vários assuntos técnicos e práticos.”
O evento foi organizado durante nove meses e contou com o trabalho de uma comissão organizadora dividida em núcleos: coordenação geral; comissão de divulgação e marketing; de infraestrutura; patrocínio e técnica. Enquanto os participantes das atividades olímpicas iam aprendendo os conceitos teóricos e práticos de forma mais objetiva com as provas, os petianos da comissão organizadora colocaram em prática os talentos e habilidades adquiridos no PET.

A competição
Os competidores eram divididos em delegações formadas por um grupo de seis a dez estudantes que levavam o nome de algum país. Cada delegação tinha um capitão, responsável por ser o porta-voz do grupo com a organização do evento. Essas equipes disputaram cinco provas diferentes, cada uma contemplando uma área da Engenharia Civil: Terra Forte (área da Geotecnia); Concrebol (área de Construção Civil); Quiz de Transportes & Geomática (área de Transportes e Geomática); Treliça Olímpica (área de Estruturas) e o Aquaduto (área de Recursos Hídricos e Saneamento).
As delegações mais bem ranqueadas durante a Olimpíada receberam algumas premiações. As três primeiras colocadas ganharam medalhas e uma premiação em dinheiro. A primeira levou R$ 1.200,00; a segunda faturou R$ 800,00 e a terceira ganhou R$ 400,00. Além disso, a delegação campeã também recebeu o troféu da Olimpíada da Civil.