Apoio irrestrito e Michel Temer

Eliana França Leme*

Ninguém deve se constranger em apoiar Temer e defendê-lo. Nossa república nunca foi feita de santos e puros. Se quisemos a moralização do Brasil, temos de nos empenhar num processo que deverá ir até 2018 com eleições gerais, dentro das regras democráticas. No momento, não temos uma liderança digna de confiança que possa substituir Temer a contento. Até hoje, o presidente tem sido impecável em sua gestão, tentando reconstruir – a duras penas – os danos provocados pela era lulopetista. Imoral é sacudirmos a Economia aprofundando a crise gerando mais desemprego e desespero. Imoral é aceitarmos que uma dupla de bandidos, derrubem um governo que vinha muito bem até agora. Se estão querendo que Temer caia, é porque tem muita gente tendo seus interesses contrariados. Coloco-me na defesa da permanência de Temer e não tenho vergonha disso, pois crime é defender a desestabilização, sem sequer sabermos para onde ir e onde queremos chegar. Quando a OAB defende o impeachment de Temer, mas se omitiu em relação a Lula, fico então mais segura do que estou a defender. Quando a mais importante emissora acobertou Lula na época do mensalão, que foi muito mais grave, e agora insiste com contundência no impeachment de Temer,mais convicta fico do oportunismo, por não ter conseguido obter deste governo, as benesses que obtinha com os governos Lula e Dilma. Assim, declaro meu apoio irrestrito a Michel Temer.

*Psicóloga – efleme@gmail.com

Um país dividido nas ruas e nas redes sociais!

Rafael  Moia Filho*

“A democracia sobrevive quando a

inteligência do sistema compensa
a mediocridade dos atores”
Daniel Inneraty

Desde 2002, quando Lula venceu as eleições contra José Serra do PSDB, para depois se reeleger graças à emenda da reeleição de FHC, e, ainda fazer sua sucessora Dilma Rousseff, o país vive uma crescente onda de ódio, intransigência e divisão política.
A vitória de Dilma em outubro de 2014, num segundo turno cravado de declarações odiosas de ambos os lados, reafirmou a todos que o país estava literalmente dividido. O resultado da eleição demonstra isso de forma inequívoca: Dilma obteve 54.501.118 de votos contra 51.041.155 obtidos por Aécio Neves do PSDB.
As acusações do uso eleitoreiro do Programa Social Bolsa Família, criado por coincidência pelo mesmo FHC, e os ataques aos pobres e nordestinos em geral, causou revolta e muitas discussões acaloradas na internet, em especial nas redes sociais.
Inconformados com a derrota, Aécio Neves e seu partido tentaram várias alternativas para impedir a gestão de Dilma. A primeira foi pedir recontagem de votos, alegando fraude. O processo foi julgado no TSE e arquivado por falta de conteúdo e provas.
Em seguida, o PSDB protocola no mesmo TSE um pedido de anulação da chapa Dilma/Temer, processo que nos dias atuais começou a ser apreciado pelo tribunal. Entretanto, entre o dia do protocolo dos documentos e a data atual, ocorreu um impeachment, que levou Temer ao poder com as mãos dadas com o mesmo PSDB.
Por sua vez, a gestão petista deixou muito a desejar, no combate efetivo a corrupção, no fortalecimento das nossas fronteiras, no combate ao tráfico de drogas e a entrada livre de armas, na saúde e principalmente na educação. Com isso a economia desandou de vez.
Porém, após o Impeachment, Aécio e seu partido se atrelaram ao mesmo PMDB com os mesmos políticos nefastos que estavam na base aliada de Dilma. Juntos (Padilha, Jucá, Moreira Franco entre outros) estão agora governando o Brasil, esqueceram tudo que criticaram no governo anterior, não desaparelharam o Estado, não fizeram uma só auditoria e não reformularam o Bolsa Família…
A única alteração foi à divulgação da Lista de Fachin com quase todos os partidos e políticos para serem investigados pelo STF com relação à corrupção, sonegação e envio de dinheiro a paraísos fiscais com recursos ilícitos ou de Caixa 2.
Enquanto tudo isso está acontecendo no país, o povo brasileiro nas ruas e nas redes sociais permanece dividido, facilitando sobremaneira a atividade dos parlamentares e dos governantes. Não há união, pelo contrário, a divisão é latente entre os que apoiam e os que odeiam o PT.
No meio deste turbilhão insano, estão milhões de brasileiros que não pertencem a nenhuma destas duas correntes, não são filiados a partidos políticos, mas continuam sendo prejudicados pelo descaso do governo e pela omissão do Congresso Nacional, seguramente, a pior legislatura desde a instauração da república no país.
A internet possibilitou muitas coisas excelentes para nossa sociedade, porém, trouxe consigo, uma ralé que não lê, não está preocupada com a verdade, a ética e a honestidade. São os vândalos digitais, os xiitas das redes sociais que espalham inverdades, opiniões sem conteúdo, desprovidos de educação e conhecimento da história do pais.
É preciso, portanto, cuidado ao repassar posts, fatos e fotos publicadas nas redes sociais, sem antes checar a fonte e a veracidade das informações divulgadas. Assim, preserva-se a verdade e a ética num país desprovido da capacidade de pensar

*Administrador de empresas e jornalista.

Nome completo de Temer

Paulo Henrique Coimbra de Oliveira*

Estranha coincidência. O nome completo de Temer, desconhecido por 99,99% dos brasileiros é: Michel Miguel Elias Temer LULIA. Estranha, infeliz e surreal coincidência. E o falastrão é Joesley. Que azar Brasil!!!

Economista

JBS: Exterminador

Tânia Tavares*

Revoltante. Povo fanático é isto: em vez de ir para as ruas contra os irmãos JBS que não vão usar tornozeleira, morarão nos EUA e querem negociar a multa com a justiça, diminuindo o valor de 225 milhões, quando tiveram do BNDES “empréstimos” de 8 bilhões, e com isto puderam comprar empresas no exterior, dando empregos lá fora. Cresceram de 2004 em diante nos governos Lula/Dilma(sic)!
Os irmãos JBS -que já sabiam dos inquéritos -, ficaram esperando seus advogados nos EUA resolverem a leniência de suas empresas lá fora, pois não poderiam mais atuar caso fossem presos.Para ficarem numa boa e livrarem da prisão e também suas empresas lá fora, fizeram as gravações e acabaram com o Brasil, tão debilitado e que ameaçava melhoras! Divulgaram uma carta nos EUA pedindo desculpas aos brasileiros, e o desplante de dizer que nos anos que estão nos EUA, nunca tiveram que pagar propinas, mas porque fizeram isto aqui, e não denunciaram? A Justiça brasileira tinha que fazê-los cumprir prisão aqui. Eles podem pagar seguranças.
Temer errou ao receber este cara e não denuncia -lo à Justiça, e tem que ser investigado.

*Professora

A quem interessar podia

Passado o furacão e vendo a atuação dos participantes com mais cautela, fica evidente que caímos numa “pegadinha” do Friboys, que numa tacada só saíram penalmente ilesos de todos os indiciamentos e imbroglios em que estavam metidos, e ainda forraram a mala antes de partir para New York.
Estranho, muito estranho mesmo, é que depois de tudo plantado e fartamente documentado nada foi revelado sobre as falcatruas praticadas em conluio com Dilma e principalmente Lula. Isso é o que gera mais dúvidas sobre os reais motivos e quem ajudou quem, entre bandidos, mocinhos (se é que nessa história há algum) e o Xerife do STF.

Claudio Juchem
Leitor do Blog

Bom conselho

Iria de Sá Dodde*

Pelo que entendi gostaria de lembrar ao ministro advogado ( mais advogado que ministro) Gilmar “beicinho” Mendes que quando implementada a nova lei do fim do foro privilegiado ele poderá ser julgado e condenado por um juiz de 1ª instância. Então seria de bom alvitre que ele respeitasse não só as decisões de seus colegas de instâncias inferiores como a eles mesmo e poupando-os e a população de suas inconvenientes declarações. Juiz fala nos autos.

CANALHAS

Entrevistas, depoimentos e justificativas de Odebrecht, Gutierrez, OAS, Temer ,Lula , e outros lixos só envergonham a nação brasileira. Nada tem defesa, nada é justificável. E ajustiça que não faz nada. Apenas uns abnegados cumprindo seu dever, mas com decisões que podem ser revistas. É uma vergonha. Tenho vergonha de ser brasileira.

* Professora

Free WordPress Themes, Free Android Games