Romeu Zema está numa sinuca de bico

Ivan Santos*

O governador de Minas Gerais, empresário Romeu Zema, que assumiu o poder no Estado sem experiência em lides com políticos, falou muito em reorganizar as finanças do Estado e criticou ingenuamente os governos passados e os políticos. Nesta semana, Zema foi colocado numa sinuca de bico por deputados estaduais, alguns do seu próprio partido.
Zema, pressionado por policiais que reclamam que não recebem a correção salarial há mais de cinco anos, mandou para a Assembleia Legislativa um projeto de lei com a proposta de um aumento de salários de 47,7 somente para o pessoal da segurança. Jogou a bomba para explodir na Assembleia. Os deputados, unidos, com raras exceções, devolveram a bomba para o governador com um veneno nela inserido: aprovaram não só o aumento para os policiais, mas também para o pessoal da saúde, da Educação e da Administração direta. A iniciativa, se for aceita pelo governador, explodirá as já combalidas finanças do Estado que está encalacrado em dívidas e ainda gasta mais do que arrecada mensalmente.
O governador, agora vai ter que decidir se sanciona o projeto aprovado pelos deputados e concede aumento de salários para os servidores, se veta os benefícios para todos, ou privilegia se só privilegia o pessoal da Segurança. Vai ser uma decisão política cruel que o feliz empresário Romeu Zema nunca pensou em enfrentar. Com este impasse Zema começa a entender que o discurso liberal de crítica aos governantes passados, é fácil quando quem critica está fora do Governo e fica diferente quando o crítico passa a ser governador. Na prática, a teoria é outra e o ato de governar tem razões que a própria razão desconhece.
Caso o governador sancione só o aumento para os policiais e deixe de fora os professores, o time da saúde e o da administração direta, poderá enfrentar greves incômodas ou um processo de boicote da administração. Quem conhece este filme diz que já viu a cara do Armagedon.

*Jornalista

Linha de distribuição de energia para o Sistema Capim Branco

Rede de alta tensão vai levar energia até a subestação, responsável pela captação de água e estação de tratamento

Cemig/Divulgação

Com 18,4 quilômetros de extensão, a rede de alta tensão (de 138 kV) que vai suprir os conjuntos de motobombas na captação de água e estação de tratamento do Sistema de Captação e Tratamento de Água Capim Branco começou a ser construída pela Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig). A estrutura integra a subestação rebaixadora, em construção pelo Departamento Municipal de Água e Esgoto (Dmae) às margens da represa de Capim Branco, na região da Tenda dos Morenos. O sistema tem capacidade de produção inicial de 2 mil litros de água por segundo.

De acordo com o engenheiro de empreendimentos de alta tensão da Cemig, Daniel Borges Ricardo, o Sistema Capim branco vai contar com um seção exclusiva. “O investimento é de R$ 8,6 milhões na ampliação da Subestação Miranda e na construção de 18,4 km de linha de distribuição, que vai permitir oferecer a energia necessária a Capim Branco. Todos os esforços estão sendo feitos para concluir a obra em maio e antecipar em três meses o prazo contratual estabelecido, mesmo diante dos desafios que a obra nos apresenta”, afirmou o engenheiro.

A linha de transmissão inicia-se na subestação Miranda e vai até a subestação do Sistema de Água Capim Branco. Esta subestação tem a finalidade alimentar as motobombas da captação de água bruta e os dispositivos da Estação de Tratamento de Água.

O diretor geral do Dmae, Paulo Sérgio Ferreira, destacou que as obras estão em ritmo avançado. “No local, já foram instalados os pórticos da subestação, que funcionam como um suporte para os cabos de alta tensão da rede elétrica. A estrutura conta com diversos equipamentos, tais como chaves seccionadoras, disjuntores, para-raios, postes, sala elétrica, sistema de proteção e dois transformadores com potência de 20.000 kVA (quilovoltampere)”, explicou.

Capim Branco

O sistema Capim Branco, localizado na região da Tenda do Moreno, começou a ser idealizado em 1995, sendo retomado e financiado em 2012, durante o segundo mandato do prefeito Odelmo Leão. As obras seguem em estágio avançado com a parte civil praticamente concluída. O investimento da primeira etapa, cuja previsão de entrega é em 2020, é estimado em aproximadamente R$ 336 milhões, financiados e repassados em parcelas pela Caixa conforme o andamento dos trabalhos. Ao todo trabalham na obra cerca de 330 pessoas, entre empregos diretos e indiretos.

Prefeitura de Patos organiza Centro de Reabilitação

Ascom/PMPM

As obras do Centro Especializado em Reabilitação (CER), cuja sede funcionará no Bairro Jardim Peluzzo, encontram-se em fase final de execução, dentro do cronograma esperado. Os CERs são unidades voltadas ao atendimento especializado de pessoas com deficiência que necessitam de reabilitação. Seu principal objetivo é desenvolver o potencial físico e psicossocial dessas pessoas.

No centro, poderão ser tratadas pessoas com deficiência física e visual, as quais serão encaminhadas ao CER pelas unidades básicas de saúde (UBS). O diagnóstico, a avaliação, a orientação e a estimulação dos pacientes são responsabilidade da equipe multiprofissional, composta por fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, fonoaudiólogos, médicos, psicólogos, assistentes sociais e enfermeiros.

Acadêmicos recebem orientação e apoio em projeto da Psicologia

Ascom/UFU

‘Vivências Universitárias’ está com inscrições abertas até 18/03; rodas de conversa ocorrerão semanalmente, nas tardes de segunda-feira, no Instituto de Psicologia

Atividades são abertas à participação de alunos de todos os cursos da instituição. (Foto: Alexandre Costa)
A professora Marciana Gonçalves Farinha e a discente Rafaella Andrade Vivenzio são responsáveis pelas mediações dos encontros do projeto “Vivências Universitárias”, que serão realizados na Clínica de Psicologia do Instituto de Psicologia da Universidade Federal de Uberlândia (IP/UFU), a partir de 23 de março. A clínica está localizada no Bloco 2C do Campus Umuarama e as rodas de conversa estão programadas para ocorrer semanalmente, sempre às segundas-feiras, das 17h30 às 19 horas.
O objetivo da iniciativa é discutir com os estudantes da UFU temáticas que atravessam o contexto universitário. “Tendo o diálogo como meio de promoção de saúde, serão trabalhados assuntos escolhidos pelos próprios participantes, tais como como saúde mental, expectativa e desafios acadaêmicos, relações interpessoais, autoestima, ansiedade, depressão, suicídio e qualidade de vida”, resume a docente.
Todos os participantes receberão certificados, sendo que as vagas são limitadas a 30 alunos. Não há cobrança de nenhuma taxa. Para efetuar a inscrição, é necessário enviar, via e-mail vivenciasuniversitariasufu@gmail.com, os seguintes dados: nome completo; curso; CPF e telefone para contato. O período para realizar este procedimento vai até 18 de março. “Também estamos disponíveis para esclarecer eventuais dúvidas. Basta enviá-las para esta mesma caixa de e-mail que estamos utilizando para o recebimento das inscrições”, acrescenta Rafaella Vivenzio.

Estudantes de escolas públicas terão curso gratuito de programação e robótica

Ascom/UFU

Podem se inscrever ao ‘ZeroUm’ candidatos com idades entre 13 e 15 anos. Prazo para preenchimento do formulário vai até 20 de março

Estão abertas as inscrições para o projeto “ZeroUm”, que oferece aulas gratuitas de programação e robótica a estudantes de escolas públicas. A proposta é transformar crianças com poucas oportunidades de acesso ao ambiente virtual em criadores de tecnologias com grande capacidade de resolver problemas e criar soluções tecnológicas; desta forma, iniciando sua qualificação profissional. São 20 vagas disponíveis e podem ser inscrever alunos da rede pública de ensino, de 13 a 15 anos de idade.

Zero Um

Este projeto surgiu da iniciativa de alunos universitários que viram a necessidade de levar, de forma voluntária, educação tecnológica e oferecer oportunidades de desenvolvimento profissional e pessoal a crianças e adolescentes matriculados em escolas públicas. Em 2019, a iniciativa foi reconhecida pelo Prêmio Inovação UFU 4.0 na categoria Tecnologias de aprendizagem.

Inscrições

Para se candidatar a uma vaga, basta preencher o FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO e aguardar o retorno da equipe ZeroUm. A seleção considera as informações prestadas no formulário e, especialmente, a resposta à última pergunta do mesmo. O prazo vai até 20/03/2020.
A divulgação dos alunos selecionados será no dia 25/03/2020 e as aulas terão início em 27/03/2020. Elas vão acontecer no Campus Santa Mônica, às sextas-feiras, das 13h30 às 15h30. O curso tem duração de seis meses.

Free WordPress Themes, Free Android Games