Foto: Marco Crepaldi/Secretaria de Governo e Comunicação

A educação é um direito de todos e prioridade para a Prefeitura de Uberlândia. Como forma de inclusão, durante todo o ano são oferecidas diversas capacitações que aprimoram o atendimento aos alunos, principalmente os da Educação Especial. Nesta sexta-feira (8), no Centro Municipal de Estudos e Projetos Educacionais Julieta Diniz (Cemepe), foi ministrado um curso no para uso de uma nova ferramenta voltada aos estudantes com Transtorno do Espectro Autista (TEA): um software gratuito que pode ser instalado em tablets e smartphones e que serve como ponte na comunicação do usuário.

“Com certeza vai viabilizar a questão da comunicação e a possibilidade de desenvolver cada vez mais a autonomia dessas pessoas. Que elas possam expressar suas ideias, utilizar esses diferentes recursos de tecnologias para que facilite a vida delas, seja em questões pessoais, como na educação, principalmente”, disse Carla Barbosa Alves, assessora pedagógica do Cemepe.

A professora da Escola Municipal de Educação Infantil (Emei) Zacarias Pereira da Silva, Maria Fátima Vieira, trabalha com crianças com TEA no turno da tarde e acredita ser uma nova e importante estratégia. “Para mim, é enriquecedor. Amo o que faço, adoro trabalhar com essas crianças. Eles nos fazem crescer e ver de outra forma o que é ensinar. A cada dia a gente ensina e aprende ao mesmo tempo. Eu fiquei muito feliz quando eu vi que o município novamente está nos dando a chance de crescer na era da tecnologia, o que é muito importante”, disse.

O objetivo foi capacitar os profissionais para aprimorar o atendimento aos mais de 350 alunos com TEA atendidos pela rede municipal. A secretária municipal de Educação, Tania Toledo, destacou que o trabalho junto aos estudantes com transtorno do espectro autista exige um cuidado diário, em busca do desenvolvimento da autonomia.

 

Free WordPress Themes, Free Android Games