Comunicação Dmae

O Departamento Municipal de Água e Esgoto (Dmae) realiza diariamente operações de limpeza e desobstrução nas Estações Elevatórias de Esgoto (EEE) e nas Estações de Tratamento de Esgoto (ETE). O serviço é necessário devido ao lançamento indevido de lixo, areia, brita e outros materiais que ocasionam a obstrução da rede. Por mês, são retiradas cerca de 100 toneladas de areia e 120 toneladas de resíduos sólidos das EEE e das ETEs. Com isso, a autarquia gasta, mensalmente, cerca de R$ 150 mil para realizar a limpeza.

O descarte irregular de dejetos, areia e brita são uma preocupação do Dmae porque são deslocados profissionais, equipamentos e recursos para resolver o problema. De acordo com o gerente de Tratamento de Esgoto do Dmae, Marcelo Costa, esses materiais obstruem a rede de esgoto gerando extravasamento nos poços de visita (PV), localizados nas vias públicas. “O material, que não deveria ser lançado na rede, obstrui os tubos fazendo com que o esgoto retorne, podendo invadir residências e estabelecimentos comerciais”, explicou.

A rede de esgoto é projetada para receber apenas resíduos líquidos. De acordo com o gerente, a população precisa se conscientizar. “Fizemos uma ação de melhoria na Elevatória do Minas Gerais com a construção de uma nova rede auxiliar de 300 metros para facilitar o bombeamento do esgoto em casos emergenciais de entupimento. Uma semana depois de finalizada a obra, nós tivemos casos de entupimento por material indevido na rede neste mesmo local. Isso mostra que o descarte continua”, disse.

Atenção

A utilização correta da rede de esgoto deve acontecer permanentemente. A principal orientação é não jogar material sólido em vasos sanitários, pias, ralos, terrenos baldios e poços de visita. O óleo de cozinha também não deve ser descartado na rede de esgoto.

Para se ter uma ideia, objetos como tampa de pasta de dente, cotonetes, cigarros, absorventes, preservativos, fio dental, cabelo e embalagens plásticas são capazes de entupir a rede de esgoto, no interior da residência ou mesmo na rua. O ideal é utilizar a lixeira do banheiro para descartar esses objetos. O óleo de cozinha deve ser armazenado em garrafas pet e entregue nos postos de coleta ou para o caminhão da coleta seletiva.

Free WordPress Themes, Free Android Games