Cleiton Borges/Secretaria Municipal de Governo e Comunicação

A produção frutícola do município está ganhando um importante reforço. Desde a semana passada, a Secretaria de Agropecuária, Abastecimento e Distritos está recebendo as mudas frutíferas que serão destinadas aos produtores aprovados por edital público. Ao todo, foram selecionados 96 agricultores do município, que serão contemplados com a entrega de mais de 42 mil mudas com o objetivo de formação de áreas de fruticultura comercial.

Esta é a primeira vez que esse tipo de iniciativa pioneira é desenvolvida na cidade, integrando o Programa de Desenvolvimento de Novos Negócios Rurais – Novo Agro. O resultado do Projeto de Fruticultura Comercial será o cultivo de 2.250 toneladas de frutas.

Sempre preocupada com o desenvolvimento sustentável, a secretária Municipal de Agropecuária, Abastecimento e Distritos, Walkiria Naves, explica como aconteceu a seleção. “Priorizamos os projetos que utilizam a agroecologia, o Sistema sem Agrotóxicos (SAT) e ligados à apicultura. O objetivo principal dessa ação é profissionalizar a produção frutícola”, explicou.

O material tem origem na Zona da Mata mineira, polo tecnológico de produção de mudas, e é produzido em viveiro licitado com registro vigente no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), garantindo padronização e fitossanidade. As mudas variam entre abacate, banana prata-anã, café arábica, coco verde, eucalipto, goiaba vermelha, laranja, limão taiti, mamão formosa, mamão papaia, manga tommy, manga palmer, maracujá e mexerica.
Beneficiado com 900 mudas, sendo 500 de coco e 400 de abacate, o produtor e pesquisador Elias Nascentes Borges tem grandes expectativas em levar as mudas para sua propriedade na região do Rio das Pedras. “Fiquei positivamente surpreso com a qualidade dessas frutíferas. Elas são muito boas. Tenho interesse comercial nelas, mas tenho interesse de pesquisa também. Participei do 1º Seminário de Remineralizadores de Solos do Triângulo Mineiro, que aconteceu no dia quatro de outubro, e vou unir o útil ao agradável: vou pesquisar o efeito dos remineralizadores no desenvolvimento dessas frutíferas e a minha intenção é, daqui quatro anos, colocar no mercado, além da água de coco, o abacate também”, alegrou-se.

Acompanhamento técnico

As entregas ocorrem no Aquário Municipal até o final do mês de outubro em horários pré-agendados com os produtores. No momento da distribuição, os produtores recebem, individualmente, materiais informativos, orientações técnicas sobre o manuseio, transporte, acomodação e plantio, possibilitando a preservação do material, essencial ao processo produtivo.

“As plantas, apesar de ainda não estarem no solo, precisam de um cuidado específico, ou a primeira colheita pode ser prejudicada. A gente faz um paralelo que a planta é um bebê. Então a gente tem que ter um cuidado, inclusive com o manuseio e transporte, por isso estamos fazendo esse atendimento individual aqui. Cada produtor tem seu horário específico para a gente passar todas as orientações e agendar o acompanhamento do plantio, para conseguirmos conduzir esse processo da maneira mais adequada, mais tecnicamente correta possível”, explicou André França, assessor de segurança alimentar e nutricional do município.

Para a continuidade do acompanhamento da formação dos pomares comerciais, todo o processo, conforme termo de compromisso assinado pelos produtores ao receber as mudas, é acompanhado de técnicos da Coordenação de Agricultura e Educação Ambiental da Secretaria, desde o preparo do solo até a colheita. “Não podemos nos preocupar apenas em entregar as mudas, por isso vamos além e oferecemos capacitação e assistência técnica especializada para cada cultura. Assim garantimos que a produção seja de qualidade”, finalizou a secretária.

Free WordPress Themes, Free Android Games