Gov. MG/Crédito (fotos): Renato Cobucci/Imprensa MG

Governador Romeu Zema participa das comemorações de aniversario do Gabinte Militar.
Data: 07-10-2019.
Foto: Renato Cobucci / Imprensa-MG

Governador ressaltou a queda dos índices de criminalidade e a redução de 74% no uso de aeronaves

O governador Romeu Zema participou nesta segunda-feira (7/10) do 56º aniversário do Gabinete Militar, no Auditório JK, na Cidade Administrativa, em Belo Horizonte. Na solenidade, foram apresentados os resultados dos últimos 100 dias, incluindo a queda nos índices de criminalidade e a redução de 74% no uso de aeronaves.

Criado em outubro de 1963 pela Lei Estadual nº 2.877, o Gabinete Militar é um órgão autônomo, diretamente subordinado ao governador de Minas Gerais. Suas principais atribuições são planejar, coordenar e executar as atividades de segurança governamental, assim como a gestão do transporte aéreo especial e as atividades de Defesa Civil.

Na cerimônia, Romeu Zema exaltou a atuação dos militares e da Defesa Civil. “Para mim é uma honra muito grande participar desses 56 anos do Gabinete Militar. Durante esses nove meses e meio como governador, pude ver como essa área é importante, principalmente a Defesa Civil, que talvez nunca tenha trabalhado tanto como em 2019, devido à tragédia de Brumadinho. Acompanhei bem de perto e vi que, desde o primeiro dia, a Defesa Civil se fez presente – e ainda continua se fazendo presente, não só em Brumadinho, como em outras áreas de risco”, disse.

Ele também ressaltou a queda nos índices de criminalidade e as medidas adotadas pelo governo para reduzir custos, como a diminuição do uso de aeronaves.

“Hoje, eu falo com satisfação que as aeronaves são muito mais dos mineiros que do governador. Nós reduzimos o uso em 74% e só usamos quando a agenda não possibilita um deslocamento por carro ou avião comercial, por causa do horário. Mas quero deixar aqui bem claro que o nosso governo tem feito tudo que está ao nosso alcance para que venhamos a regularizar a situação financeira do Estado, que eu sei que tem afetado a vida de todos vocês. Mas pelo menos estamos na direção certa e dias melhores virão. No que depende de trabalho, nós temos conseguido melhorias, como a redução da criminalidade, e eu dou os parabéns para toda a Polícia Militar, que tem feito um belíssimo trabalho”, afirmou.

O coronel Rodrigo Rodrigues, chefe do Gabinete Militar e coordenador estadual de Defesa Civil de Minas, apresentou dados referentes ao uso de aeronaves e ao remanejamento de recursos, com o objetivo de economizar e prestar melhor serviço à população.

“Na parte da aviação do Estado fizemos uma readequação dos custos e enxugamento. As aeronaves foram colocadas à disposição da sociedade. Nosso governador perdeu a exclusividade no uso das aeronaves, e tivemos redução. Governador e vice-governador usaram 74% menos em relação aos primeiros três meses do ano passado; secretários de Estado, 82% a menos de uso. Em compensação, para o transporte de órgãos e na segurança pública foram 240% a mais em voos de apoio à segurança, como por exemplo naquela ocorrência em Almenara que, de imediato, foi usado o jato do governo, e no Norte de Minas, mais recentemente. O efetivo emprego e utilização não só do avião e do helicóptero, nesse sentido, tem proporcionado esses números”, afirmou.

 

Free WordPress Themes, Free Android Games