Paulo Henrique Coimbra de Oliveira*

É curioso virmos servidores públicos de natureza transitória dizer que é vereador , prefeito, deputado, governador, presidente, ministro e outros dizerem que são. Não são. Estão. Quando dizem que são , fazem de tudo que não devem, principalmente, se locupletar de dinheiro público. Estivessem naquelas posições sem direito a se reelegerem penso que fariam um melhor trabalho. A bem da verdade a grande maioria é totalmente desqualificada, mas como são eleitos devemos respeitar a vontade da maioria e arcar com as consequências. Infelizmente.
*Economista

Free WordPress Themes, Free Android Games