Paulo Henrique Coimbra de Oliveira*

Um exemplo bem sucedido de “plea bargain ” foi o feito pelo jogador Cristiano Ronaldo. Para se livrar da prisão de 23 meses pagou a receita da Espanha o equivalente a 81 milhões de reais. No Brasil, por crimes infinitamente mais graves, Lula foi condenado a 145 meses, ou seja, 6,3 vezes mais. Poderíamos sugerir a seus advogados que ele se declarasse culpado pelos crimes cometidos e devolvesse o que ele e sua família roubaram, para ficar livre. Imagino algo em torno de 5 bilhões de reais . Isto valeria também para Cabral e outras gangues. Como única condição a inabilitação perpétua para cargos públicos e em empreiteiras, por motivos óbvios.

*Economista

Free WordPress Themes, Free Android Games