Foto: Robert Leal/TJMG

A partir de agora, a população de Uberlândia ganha mais um espaço destinado às artes, em plena região central. Em encontro na manhã de hoje (16), na sede do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), em Belo Horizonte, o prefeito Odelmo Leão assinou junto ao Judiciário um contrato de concessão do prédio do antigo fórum do município, que passará a abrigar um centro cultural multiuso.

Localizado na praça Jacy de Assis, s/nº, o prédio se junta a outros diversos espaços administrados pelo Município, como a Casa da Cultura, Oficina Cultural, Teatro e Museu Municipal, por exemplo. “Graças à assinatura, Uberlândia passa a contar com mais um local dedicado à cultura, totalmente voltado à democratização das mais variadas manifestações artísticas. Representa, portanto, um ganho enorme não somente para a comunidade, mas também para a classe artística da região e para todos aqueles que trabalham no setor”, afirmou o prefeito Odelmo Leão, que adiantou as novas perspectivas para o espaço.

“O prédio será sede de um espaço multifuncional, integrando biblioteca, sala de ensaio, teatro de bolso, galeria de arte e até mesmo uma área destinada à realização de eventos diversos. Mais uma vez, agradeço ao TJMG por entender que o antigo fórum é patrimônio para a cidade, presente na história do nosso povo e, agora, também da nossa cultura”, completou.

Cultura à disposição de todos

O contrato de concessão, firmado sem ônus ao Município, se estende por um prazo de 60 meses, com possibilidade de prorrogação. A transformação do antigo fórum em um espaço destinado a expressões artísticas e culturais tornou-se possível a partir da construção da nova sede do Judiciário da comarca, inaugurada em 2017, como destaca o presidente do TJMG, desembargador Nelson Missias de Morais.

“Pelo seu valor histórico e arquitetônico, pelo simbolismo que o edifício representa para a cidade e por sua localização privilegiada, era importante que fosse novamente apropriado pelos cidadãos para novos usos, de caráter cultural e de formação educacional e que permitisse a manutenção de sua função pública. Essa nova destinação, possibilitada por meio dessa parceria entre o Judiciário mineiro e o Executivo local, é um presente para a cidade”, ressaltou.

Sobre o prédio

Projetado pelos arquitetos mineiros Roberto Pinto Monata e José Carlos Laender de Castro, o prédio do antigo fórum foi inaugurado em 1977, seguindo os princípios básicos da arquitetura brutalista, vista no Museu da Arte de São Paulo (Masp) e o Museu da Arte Moderna (Rio de Janeiro). A partir do contrato, parte do primeiro pavimento do imóvel permanecerá utilizada pelo Judiciário local como centro de arquivo e documentações processuais – outra parte do arquivo ocupa, atualmente, o novo fórum.

“Essa será uma contrapartida da Prefeitura: poderemos manter o arquivo no imóvel, com a vigilância e a limpeza do espaço sendo mantidas pelo Município. Existe hoje na comunidade o interesse em tombar o edifício, pois se trata de um importante patrimônio da cidade, um marco arquitetônico de Uberlândia, em função de seu projeto moderno”, antecipou a diretora do foro da comarca, juíza Maria Elisa Taglialegna.

Free WordPress Themes, Free Android Games