Rafael Moia Filho*

Quando as bandeiras dos partidos substituem
os valores de nossa consciência,
a vida e a inteligência naufragam.
Rute de Aquino

O Brasil tem milhares de leis nas três esferas do poder executivo. São tantas leis que a maioria da sociedade com toda certeza desconhece noventa por cento. Leis importantes, leis fúteis, algumas inócuas, até inconstitucionais em alguns municípios.
A tarefa de legislar cabe aos parlamentares que em sua maioria não possuem capacidade e discernimento para tarefa tão simples, quanto importante.
Agora, se o país tem tantas leis, o que falta para que tenhamos uma vida tranquila, regrada e com justiça? Talvez falte o seguinte:
a) A sociedade adquirir o hábito de conhecer e respeitar as leis existentes;
b) A mesma sociedade começar a cumpri-las rigorosamente;
c) As penas para quem infringe as leis deveriam ser compatíveis com os crimes cometidos;
d) Haver a independência do Poder Judiciário em relação aos demais poderes;
e) E por fim, a atualização e modernização do código penal brasileiro.
Antes de pensar em tantas leis, nossos políticos deveriam investir maciçamente em Educação de qualidade para todos os cantos do nosso imenso país. Não apenas com distribuição de verbas amparadas por “leis”, mas sim, com um trabalho árduo de reconhecimento e valorização do ensino em todas as suas matizes.
Apostar na Educação seria a única saída para o país e nosso povo na tentativa de recuperarmos tantos anos perdidos com política baixa, corrupção e mentiras em forma de programas eleitoreiros e sem fundamento técnico e científico.
O processo de recuperação e valorização da educação tem de começar pelo ensino infantil, berço do ensino e primeiro passo para realizar as modificações necessárias para que o aluno possa ter sucesso no Fundamental, Médio e Superior.
É recuperando o senso de cidadania, o valor da ética e da honestidade como princípios básicos e imutáveis que começaremos a mudança verdadeira em nosso sofrido país.
Nunca precisamos nem precisaremos de intervenção militar, mas sim, de uma guerra contra a corrupção, o desperdício e o jeitinho brasileiro. Precisamos de uma Intervenção Educacional para poder salvar o futuro da nossa gente.

Rafael Moia Filho
Administrador de Empresas e Jornalista

Free WordPress Themes, Free Android Games