Ivan Santos*

Dois fatos repercutiram e agitaram lideranças políticas e empresariais no Triângulo Mineiro no começo desta semana: num deles o senador Antônio Anastasia (PSDB) anunciou em Uberaba e Uberlândia que escolhera o deputado federal Marcos Montes, líder do PSD e destacado político de Uberaba para ser o candidato a vice-governador na chapa que ele, Anastasia, lidera como candidato a governador. O outro, com forte repercussão em Uberlândia e na região do Triângulo Norte, foi a decisão do deputado Rodrigo Pacheco (DEM), também pré-candidato a governador, que convidou a senhora Ana Paula Junqueira, secretária licenciada de Governo da Prefeitura de Uberlândia para ser candidata a vice-governadora na chapa liderada por ele. Rodrigo Pacheco procura apoio do PP para fortalecer o esquema eleitoral dele e a senhora Ana Paula, esposa do prefeito Odelmo Leão, é a presidente do diretório do PP (Partido Progressista) em Uberlândia, o segundo maior colégio eleitoral do Estado de Minas. A intenção de Rodrigo Pacheco está clara: atrair o apoio do influente político Odelmo Leão (PP) para fortalecer a candidatura dele nesta região de Minas. A senhora Ana Paula nada respondeu até agora. Estrategista política, habilidosa e experiente, Ana Paula está a conversar com lideranças regionais e deverá esperar por uma definição coletiva do PP para decidir se aceita ou não o convide de Rodrigo Pacheco. Ela também poderá decidir pelo próprio projeto político que é conquistar uma cadeira na Câmara dos Deputados. O prefeito Odelmo Leão, experiente e várias vezes testado em articulações políticas locais, regionais e nacionais, mantem-se em silêncio, porém em profundas reflexões porque é fiel seguidor das ações políticas do PP e amigo pessoal e companheiro de jornadas do senador Antônio Anastasia. Há pouco tempo o prefeito Odelmo disse, numa entrevista a jornalistas, que deixava as articulações politicas  no PP a cargo de Ana Paula que é a presidente do diretório municipal do Partido em Uberlândia. Os sinais políticos que aparecem hoje no horizonte das Alterosas indicam que ainda não há candidaturas consolidadas na Oposição ao PT e ao projeto de permanência no poder externado pelo governador Fernando Pimentel. Os partidos de oposição ainda ensaiam uma união de forças para afastar o lulopetismo do governo de Minas Geras. As jogadas começaram e continuam.

*Jornalista

Free WordPress Themes, Free Android Games