Valter de Paula – Secom/PMU

Quem ainda não se vacinou contra a gripe tem até o dia 15 de junho (sexta-feira) para comparecer nas unidades de saúde e ficar protegido. Em Uberlândia, a iniciativa continua em todas as unidades de saúde da rede municipal e, até o momento, 128 mil doses foram aplicadas. A campanha começou no dia 23 de abril com o objetivo de minimizar ascomplicaçõesdecorrentesdasinfecções causadas pelo vírus da gripe, principalmente no inverno.

Dos grupos prioritários, os idosos e professores estão com mais de 90% da cobertura vacinal. As gestantes seguem com 51% e as crianças, com 52%.

Proteção ampla

De acordo com a coordenadora do Programa Municipal de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde, Cláubia Oliveira, agora é última oportunidade que o público-alvo tem para se proteger. “Estamos falando de uma doença que pode levar ao óbito, principalmente às pessoas mais frágeis que fazem parte do público-alvo. Até o momento, 80% da população foi vacinada, no entanto, as crianças e gestantes estão na faixa de 50% da cobertura vacinal. O vírus circula na cidade, o inverno chega neste mês e precisamos reforçar nossa cobertura”, explicou.

A coordenadora também ressalta que todos que se encaixam nos grupos prioritários precisam ser imunizados, sobretudo, os quem têm comorbidades, como doenças respiratórias, renais, cardíacas crônicas ou diabetes. “Precisamos dar atenção a estes pacientes, pois eles têm maiores riscos de complicações se forem infectados pelo influenza”, disse.

Vacina trivalente

A vacinação que imuniza a população na rede pública é trivalente, ou seja, protege contra três tipos de influenza: A (H1N1), A (H3N2) e B. É segura e reduz as complicações que podem produzir casos graves da doença, internações, ou até mesmo, óbitos.

A escolha dos grupos prioritários segue recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS), sendo priorizados os grupos mais suscetíveis ao agravamento de doenças respiratórias.

Influenza: o que é e como ser evitada

A influenzaéumainfecçãoviralagudaqueafetaosistemarespiratório.Sua transmissão ocorre por meio de secreções das vias respiratóriasdapessoacontaminadaaofalar,tossir e espirrar. Também se dá pelas mãos, que,após contatocom superfícies recém-contaminadas, podem levar o agente infeccioso diretoà boca, aosolhos e ao nariz. Por isso, é importante adotar os seguintes cuidados:

– Lavar as mãos com frequência;
– Ventilar os ambientes;
– Evitar coçar os olhos ou colocar as mãos na boca;
– Quando tossir, tapar a boca com o antebraço e não com as mãos.

Free WordPress Themes, Free Android Games